ArabicBasqueBelarusianCatalanChinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Aumentos estratosféricos dos alimentos

Aumentos estratosféricos dos alimentos

Os preços dos produtos da cesta básica têm aumentado em níveis assustadores.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), nos últimos 12 meses, foram registrados os seguintes aumentos:

Café moído: 67,01%

Batata inglesa: 61.38%

Tomate: 55,62%

Batata-inglesa: 54,3%

Açúcar refinado: 35,74%

Óleo de soja: 31,25%

Leite longa vida: 29,28%

Farinha de trigo: 27,8%

Feijão carioca: 19,03%

Pão francês: 15,59%

Manteiga: 12,34%

Carnes: 5,95% – destaque para contrafilé (13,18%), fígado (13,09%) e alcatra (11,95%)

Banana: de 5,02% (banana-maçã) a 27,22% (banana-da-terra) Arroz: -10,27%

O aumento dos preços aconteceu principalmente a partir de janeiro deste ano, quando a crise capitalista mundial voltou a disparar:

Batata-inglesa: 61,38%

Feijão carioca: 28,46%

Leite longa vida: 28,03%

Óleo de soja: 22,54%

Farinha de trigo: 20,98%

Café moído: 14,63%

Tomate: 13,56%

Pão francês: 11,71%

Manteiga: 9,21%

Carnes: 3,41% – destaque para alcatra (6,76%), patinho (6,69%) e contrafilé (5,75%)

Arroz: 2,59%

Açúcar refinado: 0,61%

Banana: de -21,99% (banana-maçã) a 12,9% (banana-da-terra

Aumento dos preços durante o mês de maio:

Feijão carioca: 7,31%

Farinha de trigo: 4,79%

Leite longa vida: 4,65%

Manteiga: 2,43%

Óleo de soja: 1,81%

Pão francês: 1,81%

Café moído: 1,25%

Arroz: 0,27%

Carnes: 0,24% – destaque para filé-mignon (3,83%), alcatra (1,42%) e fígado (1,28%)

Açúcar refinado: -0,77%

Batata-inglesa: -3,94%

Banana: de -4,24% (banana-prata) a 14,27% (banana-da-terra)

Tomate: -23,72%

De acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o custo da cesta básica em São Paulo foi de quase R$ 800.

A situação está se tornando cada vez mais crítica rumo ao insuportável. Esse é o combustível para um grande ascenso de massas, não somente no Brasil, mas também na América Latina e no mundo.

COMPARTIR:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deja un comentario

Plataforma Latino Americana