Os governos do PT e a Rede Globo

Os governos do PT e a Rede Globo

Um blogueiro do PT, o falecido Paulo Henrique Amorim, cunhou uma expressão chamada PIG, Partido da Imprensa Golpista, porque...

A Rede Globo encabeça a extrema direita no Brasil.

Um blogueiro do PT, o falecido Paulo Henrique Amorim, cunhou uma expressão chamada PIG, Partido da Imprensa Golpista, porque realmente essa imprensa atua como um verdadeiro partido político da extrema direita.

A própria Rede Globo teve uma importância fundamental na eleição de Collor em 1989.

Na frente única que se armou em torno de FHC para impor o chamado “neoliberalismo” no Brasil, participaram todos os partidos políticos integrados ao regime, desde o PT até a extrema direita.

A Rede Globo esteve envolvida nas movimentações contra Dilma a partir de 2013, principalmente em 2015.

Esteve envolvida em ataques contra Temer, que foram contraditórios devido à crise geral do regime e à crise do imperialismo mundial. A própria Rede Globo se encontra numa crise enorme por conta da pressão do imperialismo para apear do comando da Rede Globo a família Marinho.

O resgate da Rede Globo que aconteceu em 2003, 2004 foi encabeçado pelo ministro da Fazenda do PT de então, Antônio Palocci. Foi um pedido, uma passagem de bastão, do próprio FHC e assim a Rede Globo foi salva pelo governo do PT.

O governo do PT chegou ao ponto de não querer impulsionar uma imprensa própria. Por exemplo, a TV Brasil nunca saiu do chão.

O PT nunca teve um jornal forte, até hoje.

O próprio José Dirceu, em certo momento, quando questionado por quê o PT tinha essa política, chegou a falar «nós não precisamos da TV Brasil, nós temos a Rede Globo». Ou seja, é a típica política pequeno-burguesa que tem grandes ilusões do regime burguês e que não percebe, ou não quer perceber, que em algum momento vai sobrar para ela também.

O objetivo da esquerda pequeno-burguesa, que aplica um programa burguês, é manter a “governabilidade”, ou seja, manter a estrutura do regime político tal qual está.

Isso demonstra a crise do PT como partido reformista da pequena burguesia que dá algumas migalhas aos trabalhadores mas, conforme essa base material das migalhas tem sido implodida, o que tem acontecido? O partido como um todo está cada vez mais fraco e se implodindo, principalmente agora com a eleição de Lula/ Alckmin.

A política nacionalista para os meios de comunicação, como nós podemos ver em vários países como a China, a Venezuela, na Rússia e no Irã, é se apropriar das concessões públicas.

Na Venezuela, por exemplo, há muitos canais que são do governo, o que já acontecia no governo antes de Chávez e os outros que o chavismo acabou comprando em cima dos altos volumes de dinheiro que entrava via o petróleo.

Quando o chavismo não renovou a concessão da RCTV, que era uma espécie de Rede Globo na época, também se apropriou da RCTV. Um ponto muito importante aqui é que em 2007 houve grandes manifestações por causa do chavismo não ter renovado essa concessão. Até os grupos ligados à esquerda pequeno-burguesa, como o PSTU aqui no Brasil, fez um escândalo por conta disso.

O que deve ser lembrado em primeiro lugar é que se tratam de concessões públicas e que algumas famílias tratam essas concessões públicas como se fossem capitanias hereditárias. E agora o imperialismo está querendo tirar essas famílias, são famílias nacionais, para ele começar a controlar esses meios de comunicação de maneira direta.

Conforme a crise capitalista avança, também avança a brutal ditadura da burguesia e sobre os povos dos mundos. A «democracia» não passa de um leve verniz, que a cada dia se torna ainda mais leve, para encobrir a mais brutal ditadura de todos os tempos.

COMPARTIR:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deja un comentario

Plataforma Latino Americana