Eleições eletrônicas nos Correios são confiáveis?

Eleições eletrônicas nos Correios são confiáveis?

Desde um simples comando UPDATE que possa permitir uma atualização fraudulenta de dados.

Quarta-feira, 20 de junho de 2024

Para darmos uma resposta séria a essa pergunta, precisamos pelo menos das seguintes informações:

1- Quais são as informações técnicas relacionadas ao sistema que é usado para controlar os processos eleitorais da CIPAA (e outros)?

2- Quais são os detalhes técnicos relacionados com o servidor de banco de dados que é usado para controlar os processos eleitorais da CIPAA (e outros)?

3- Quais são os detalhes técnicos relacionados com o sistema operacional e os mecanismos básicos de segurança dos servidores que é usado para controlar os processos eleitorais da CIPAA (e outros)?

4- Quais são os detalhes técnicos relacionados com o hardware dos servidores que são usados para controlar os processos eleitorais da CIPAA (e outros)?

5- Qual é o sistema de auditoria que é usado para evitar fraudes? 

Desde um simples comando UPDATE que possa permitir uma atualização fraudulenta de dados, intervenções manuais realizadas pelos administradores do sistema, mecanismos de spoofing, fishing, e outros malwares, incluindo ataques MITM, ransomware, SQL injection, Trojan horses, ataques drive-by, ataques XSS e afins, realizadas a partir de invasões digitais internas e externas.

6- Como e desde quando esse sistema de auditoria, se existir, está implantado?

7- Existe alguma empresa de auditoria externa ao Correios que valide a segurança desses sistemas?

8- Os resultados são expostos de forma automática e pública pelo sistema no final da votação? Ou é o gerente da empresa que traz os resultados? Algo parecido com «la garantía soy yo«.

Moral da história: a empresa não pode utilizar mecanismos eletrônicos de votação ao bel prazer.

No caso da CIPAA, a NR5 diz

5.5.3 

j) organização da eleição por meio de processo que garanta tanto a segurança do sistema como a confidencialidade e a precisão do registro dos votos

ANEXO INFORMATIVO

As denúncias de um ex agente da CIA sobre a manipulação eletrônica

Edward Snowden, o ex agente da CIA e da NSA (Agência Nacional de Segurança) que era o administrador dos principais sistemas de espionagem digital dessas agências, revelou que todos os sistemas digitais do mundo (com raríssimas excepções, que não incluem certas repúblicas de bananas da América do Sul) estão totalmente espionados.

Isso vale para computadores, celulares e afins.

À espionagem direta das principais redes sociais, principalmente das norte-americanas, se soma a possibilidade do controle de servidores, até de servidores de grande porte (mainframes), como os servidores da IBM, por meio do acesso direto externo, clandestinamente camuflado.

São esses os servidores que controlam as urnas eletrônicas em algumas republiquetas.

COMPARTIR:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deja un comentario

Plataforma Latino Americana