ArabicBasqueBelarusianCatalanChinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Sexo, pressão para parecer jovem e voto em Lula/ Alckmin

Sexo, pressão para parecer jovem e voto em Lula/ Alckmin

Valendo-se dos mesmíssimos métodos utilizados pelo ministro das Comunicações de Adolf Hitler, a Rede Globo usa as clássicas manipulações das novelas, com apelo a sexo, a batalha perdida de parecer sempre jovem e muita fofoca para dirigir as masas do Brasil

A poucos dias das eleições nacionais, a Rede Globo aumentou a propaganda em apoio à candidatura Lula/ Alckmin de maneira cada vez mais aberta.

Todos os dias abrimos o Jornal, assistimos à televisão ou vemos as redes sociais e os sites da imprensa burguesa e nos “surpreendemos” sobre a disparada do ex “maior corrupto de todos os tempos” na propaganda burguesa brasileira, que atua a mando dos patrões imperialistas norte-americanos.

Valendo-se dos mesmíssimos métodos utilizados pelo poderoso ministro das Comunicações de Adolf Hitler, Goebbels, a Rede Globo usa as clássicas manipulações das novelas, com apelo a sexo, a batalha perdida de parecer sempre jovem e as fofocas das estrelas para fortalecer a campanha dos candidatos do imperialismo.

A título de exemplo vale a pena ler a matériaDe volta ao horário nobre após 15 anos, Alessandra Negrini solta o verbo sobre sexo, política e pressão para parecer jovem, publicada no dia 25.9.2022.

Após as “fofocaiadas” de sempre, que têm como objetivo chamar a atenção do público contaminado pelas campanhas recorrentes da imprensa burguesa, “do nada”,  de maneira quase inocente, aparece a seguinte declaração: “De cara limpa, falou do voto em Lula nas eleições e da dificuldade de ficar longe dos filhos, …”

E mais adiante: “Você já declarou seu voto no ex-presidente Lula, no que acha que ele deveria se debruçar se eleito? Ah, eu sou Lula. O óbvio é a questão econômica, interessa que as pessoas tenham emprego, educação e saúde. Sou de esquerda, mas acho que essa é uma questão que a esquerda às vezes desconsidera, a economia.

Antes disso, e após um passeio nos melhores preconceitos típicos da Rede Globo, onde aparece como uma mulher “normal”, com os mesmos sentimentos de qualquer mulher “normal”, solta que é “rainha do bloco carnavalesco Acadêmicos do Baixo Augusta, um dos mais fervidos da capital paulista” e que é corinthiana:

“Você esqueceu de me perguntar sobre o Corinthians. Estarei lá no estádio na quinta-feira”. O “Timão” ganhou de 3 a 0 do Fluminense na partida, e a atriz ganhou de lavada com uma de suas entrevistas mais francas.“

As eleições de 2022 fazem parte da política do governo Biden para controlar o crescente descontentamento social e ir à guerra com o seu quintal traseiro pacificado enquanto a maior crise capitalista de todos os tempos continua aumentando.

A saída para os trabalhadores e o povo brasileiro não está em eleições burguesas de cartas marcadas e cada vez mais fraudulentas. A cada dia fica mais claro que é preciso ir à luta ou enfrentar as piores consequências possíveis.

A luta pode parecer algo que está longe, mas a pressão da burguesia a torna cada vez mais próxima, conforme começou a aparecer em vários lugares no mundo.

O papel dos verdadeiros revolucionários e lutadores sociais é preparar-se com energia para organizar as lutas que começarão a aparecer em breve no Brasil e em toda a América Latina.

COMPARTIR:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

1 comentario en «Sexo, pressão para parecer jovem e voto em Lula/ Alckmin»

Deja un comentario

Plataforma Latino Americana