ArabicBasqueBelarusianCatalanChinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Finalmente, o programa de governo (fake) de Lula/ Alckmin

Finalmente, o programa de governo (fake) de Lula/ Alckmin

SURPRESA! Três dias antes da segunda volta soltaram o “programa” petista. Meu deus, quanta segurança da vitória ou medo do que nele pode conter... O que você acha?

A três dias do segundo turno das eleições presidenciais, Lula/ Alckmin publicaram o programa de governo, intitulado Carta para o Brasil de amanhã.

Nenhum problema central que poderia efetivamente tirar o Brasil da crise, é abordado. E no geral é pura demagogia.

A promessa central é combinar a “responsabilidade fiscal com a responsabilidade social”.

Dito em outras palavras, os grandes bancos e a espoliação financeira do Brasil continuarão como até agora, como a principal responsabilidade.

“Já governamos este país. Com responsabilidade fiscal, reduzimos a dívida pública, controlamos a inflação e acumulamos um expressivo volume de reservas cambiais que até hoje são fundamentais para a estabilidade da economia.”

A dívida pública só tem crescido desde a Ditadura Militar.

A ultracorrupta e nunca auditada dívida pública, que consome aproximadamente a metade dos gastos do Governo Federal, não somente seguirá sendo paga nem será auditada, mas será sendo priorizada por em cima de qualquer gasto social.

Considerando que o capitalismo mundial vive a pior crise da sua história, os ataques contra os trabalhadores e as massas serão muito mais duros.

A conta do aprofundamento da crise e das estripulias eleitorais realizadas pelo governo Bolsonaro virá, e com juros contra nós, já em 2023.

“Vamos investir em serviços públicos e sociais, em infraestrutura econômica e em recursos naturais estratégicos. Os bancos públicos, especialmente o BNDES, e empresas indutoras do crescimento e inovação tecnológica, como a Petrobras, terão papel fundamental neste novo ciclo. Ao mesmo tempo, vamos impulsionar o cooperativismo e a economia solidária e popular. A roda da economia vai voltar a girar e o povo vai voltar e ser incluído no orçamento.“

Para investir em serviços públicos e sociais seria preciso romper com o saque do Brasil, o que implica em desconhecer os “acordos” impostos pelo imperialismo norte-americano, que enfrenta a sua maior crise histórica e que aperta o Brasil e a América Latina para manter os lucros das grandes empresas.

A Petrobras se encontra quase privatizada.

O que Lula/ Alckmin irão fazer, reverter o processo de privatização (que mais parece doação, dados os preços irrisórios em que está sendo entregue)?

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento) está sendo usado para apoiar as privatizações. Isso será revertido?

E para impulsionar o cooperativismo (controlado pelo estado) se fazem necessários recursos? De onde sairão considerando o aperto do imperialismo sobre o Brasil?

“um Salário-Mínimo Forte, com crescimento todo ano acima da inflação; um Novo Bolsa Família, que garantirá R$ 600,00 como valor permanente mais R$ 150,00 para cada criança de até 6 anos de idade; o programa Desenrola Brasil, para renegociar as dívidas de milhões famílias que estão inadimplentes, oferecendo grandes descontos e juros baixos; Imposto de Renda Zero para quem ganha até R$ 5 mil”

Implementar esses programas sociais é factível desde que recursos sejam redirecionados dos repasses aos grandes capitalistas. Isso será feito? Não soa a demagogia?

A menos que o objetivo seja continuar a aumentar a dívida pública.

“Nosso compromisso estratégico é buscar o desmatamento zero na Amazônia e emissão zero de gases do efeito estufa na matriz elétrica. Vamos apoiar a grande agricultura de baixo carbono e a agricultura familiar com crédito, garantias e assistência.”

Mas não foi o Novo Código Florestal de 2012 (em pleno governo Dilma) que abriu caminho à aceleração do desmatamento e ao “agronegócio”?

E não nos esqueçamos que a partir de 2008, no segundo governo Lula, com a fundação do ICMBio, foram liberados dezenas de transgênicos e de agrotóxicos que estavam proibidos até no Paraguai.

O que Bolsonaro fez foi acelerar o processo.

“11| AGRICULTURA SUSTENTÁVEL”

Aqui a demagogia foi a mil. O chamado agronegócio foi um dos principais aliados dos governos do PT, até pelo peso na balança comercial.

“vamos fortalecer o SUS”

Será revertido o processo de privatização da saúde pública no Brasil?

Podemos acreditar nesse conto da carochinha?

“10| REINDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL

Vamos construir uma estratégia nacional para avançar em direção à economia do conhecimento. O Brasil não precisa depender da importação de respiradores, fertilizantes nem diesel e gasolina. Não precisa depender da importação de microprocessadores, satélites, aeronaves e plataformas.

Nosso país tem potenciais que devem ser impulsionados nas indústrias de software, defesa, telecomunicações e outros setores de novas tecnologias.

Nosso país tem vantagens competitivas que devem ser ativadas, especialmente nos complexos econômico-industriais da saúde, do agronegócio e do petróleo e gás.

Vamos iniciar a transição digital e trazer a indústria brasileira para o século XXI, com uma política industrial que apoia a inovação, estimula a cooperação público-privada, fortalece a ciência e a tecnologia e garante acesso a financiamentos com custos adequados. Os segmentos das micro, pequenas e médias empresas, bem como das startups, receberão atenção especial. O futuro pertence a quem implantar a sociedade do conhecimento.”

Para o Brasil se reindustrializar e aplicar o que está colocado no Ponto 10 é preciso romper com as correntes impostas pelo imperialismo norte-americano sobre o Brasil.

Pensar que o Lula/ Alckmin irão enfrentar o imperialismo passou dos limites da bobagem.

“13| DEMOCRACIA E LIBERDADE

O Brasil passa por um momento histórico em que os direitos, as instituições e as liberdades democráticas estão fortemente ameaçadas.”

O fechamento do regime é evidente.

Como derrotá-lo aliado de direitistas recalcitrantes e com um vice como Geraldo Alckmin?

A saída para o povo brasileiro não está no protofascista Jair Bolsonaro e seus amigos.

Também não está em votar, nestas eleições de cartas marcadas, em Lula e seus amigos da direita, que fazem parte desse circo para nos massacrar.

Voto Nulo neste circo eleitoral!

Lutar contra os brutais ataques que já aparecem no horizonte!

COMPARTIR:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

2 comentarios en «Finalmente, o programa de governo (fake) de Lula/ Alckmin»

Deja un comentario

Plataforma Latino Americana